Louco Por Fotografia

Um site sobre as coisas belas da vida

Zoom ótico versus Zoom Digital – Entenda tudo sobre isso

Dias atrás eu estava em um laboratório fotográfico levando um negativo para ter algumas fotos ampliadas em papel e como era hora do almoço havia bastante gente na loja, então tive de esperar um pouco.

Enquanto esperava não pude deixar de ouvir uma mulher que falava para um grupo de colegas de trabalho sobre sua nova e modernérrima câmera digital. Segundo ela, era incrível que uma câmera tão pequena tivesse a capacidade de aproximar tanto as imagens, pois ela tinha um zoom digital de 5x, não um zoom qualquer.

Bem, balancei a cabeça levemente com tamanha falta de informação e fiquei imaginando porque a palavra digital tem um efeito tão mágico nas pessoas, porque é tão carregado desse simbolismo de modernidade, de algo a frente do nosso tempo.

Realmente nesses tempos em que a fotografia digital avança a passos largos e informar o consumidor não é uma das prioridades das empresas do ramo, a desinformação reina, infelizmente. Mas o que é, afinal, zoom digital e zoom ótico, quais suas diferenças, quais seus prós e contras. Bem, vamos esclarecer um pouco esse assunto nesse artigo.

Mas o que é zoom, afinal de contas ???

Podemos dizer que zoom é a capacidade de uma câmera fotográfica de ter a distância focal de seu conjunto ótico ajustado continuamente, sem que esse ajuste altere o foco. Esse “tecniquês” quer dizer que o conjunto de lentes óticas da câmera pode ser aproximado ou afastado do plano onde se encontra a superfície que irá capturar a imagem, seja filme ou sensor digital, aproximando mais ou menoso assunto fotografado (o que implica em diminuição do campo de visão).

Com o zoom você pode ter um campo de visão maior e que distancie o elementos da imagem usando uma distância focal menor, o que também aumenta a profundidade-de-campo, ou então ter um campo de visão mais estreito, e menor profundidade-de-campo, mas com uma aproximação maior dos elementos da imagem, se preferir usar uma distância focal maior.

Para tornar mais claro o que é cada tipo de zoom, ótico e digital, acho melhor conhecermos cada um separadamente.

Zoom Ótico

As objetivas de zoom ótico já existem há várias décadas e são baseadas em arranjos móveis de lentes feitas de material ótico, permitindo a variação da distância focal.

Nas câmeras digitais o zoom ótico faz com que mais luz atinja o sensor da câmera, garantindo que todos os pixels disponíveis nesse sensor sejam sensibilizados. Isso significa que a imagem magnificada capturada realmente terá uma maior quantidade de informação, ou seja, mais qualidade.

Veja as fotos abaixo, onde é possível observar que o uso do zoom ótico não trouxe perda de qualidade da imagem.

  Zoom Digital

O zoom digital não é um zoom verdadeiro, pois não há variação da distância focal da câmera. Quando é acionado, o software que controla a câmera delimita uma porção central na imagem, que será então ampliada para se ter um efeito como o do zoom.

O problema com esse tipo de zoom é que a imagem que será ampliada tem uma quantidade limitada de informação e um processo de interpolação é usado para acrescentar a informação adicional necessária para a ampliação da imagem.

Quando falamos em interpolação, estamos falando de instruções matemáticas embutidas em um software que irá estimar valores mais ou menos compatíveis a outros valores, ou seja, no caso de uma imagem digital que é formada por pequeno pontos coloridos chamados pixels, a câmera irá criar do nada novos pixels de acordo com os que já existem na imagem.

A interpolação, que será assunto na próxima edição do Louco por Fotografia, pode ser uma ferramenta muito útil em alguns caso, mas nesse caso em especial será muito pouco eficientes.

O resultado do zoom digital será imagens ampliadas, porém de baixa qualidade e com perda expressiva de nitidez. A dimensão do problema será diferente de câmera para câmera, pois são muitos os métodos de interpolação, alguns mais eficientes que outros.Veja abaixo a perda significativa de qualidade com o uso do zoom digital.

Porque um e não outro ???

Há no mercado hoje basicamente três tipos de câmeras digitais compactas, quando consideramos somente o aspecto do zoom. Há as câmeras mais simples e baratas que não possuem zoom, as câmeras um pouco melhores somente com zoom digital e as câmeras mais sofisticadas com ambos os tipos de zoom.

A explicação para a existência do zoom digital está no fato do mesmo ser praticamente sem custos, pois é muito mais fácil e barato para um fabricante incluir um algorítimo de zoom no software da câmera, do que construir a câmera para aceitar um conjunto móvel de elementos óticos caros.

É um consenso entre a grande maioria dos usuários de equipamentos fotográficos digitais de que o zoom digital não deve ser considerado na hora da compra e muito menos usado, pois você obterá melhores resultado fotografando em alta resolução e fazendo um corte agressivo em qualquer software de tratamento de imageme então ampliando a imagem com um bom software de interpolação.

Veja abaixo uma comparação visual. Do lado esquerdo temos cortes de uma imagem feita com a câmera com zoom ótico máximo e então ampliada com um bom programa de interpolação e do lado direito cortes semelhantes de imagens feitas com o zoom ótico da câmera ativado. É facilmente verificada a diferença de qualidade entre as imagens.

Não é a toa que as melhores câmeras digitais compactas, as chamadas prosumer, possuem elementos óticos de ótima qualidade, muitas de marcas famosas como Leica e Zeiss, que pode ultrapassar os 10x de zoom.

Categories: Fotografias

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *